Fenerbahce abre processo contra a Uefa no CAS

segunda-feira, 5 de setembro de 2011 13:23 BRT
 

ISTAMBUL (Reuters) - O Fenerbahce abriu um processo judicial contra a Uefa e a Federação Turca de Futebol (TFF) no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), por conta da exclusão na Liga dos Campeões em ligação a uma investigação de jogos combinados.

Mais de 30 jogadores e autoridades foram presos na Turquia aguardando julgamento, incluindo o presidente do Fenerbahce Aziz Yildirim, por conta de suposta manipulação de 19 partidas.

O Fenerbahce abriu o processo no CAS em 1o de setembro, segundo o clube em comunicado na Bolsa de Valores de Istambul na noite de domingo. O clube anunciou anteriormente que havia contratado dois advogados para representar a entidade por conta da exclusão.

"O processo foi aberto com uma demanda de 45 milhões de euros (64 milhões de dólares) e reservando o direito para pedir mais por conta dos prejuízos materiais sofridos com a dita exclusão", disse.

O processo também solicita uma medida interina para reintegrar o Fenerbahce na Liga dos Campeões, e o clube diz esperar uma decisão do CAS até esse final de semana.

No final de agosto, a Federação Turca de Futebol rejeitou a oferta do clube de jogar em uma divisão inferior, depois de ter recusado um apelo contra a decisão impedindo sua participação na competição europeia.

A TFF também disse que não tomaria qualquer decisão com relação a indivíduos ou clubes envolvidos na suposta combinação de resultados até que o tribunal turco aceite o indiciamento e encerre a proibição contra a divulgação de provas. Isso demoraria alguns meses.

No entanto, sob pressão da Uefa, o TFF então excluiu o Fenerbahce da Liga dos Campeões, permitindo que o segundo colocado da liga turca, o Trabzonspor, assumisse seu lugar.

A TFF adiou o início da temporada em um mês até 9 de setembro devido à investigação.