Pistorius se surpreende com omissão em final do revezamento

quinta-feira, 8 de setembro de 2011 12:14 BRT
 

Por John Mehaffey

LONDRES (Reuters) - O atleta Oscar Pistorius disse ter ficado surpreso nesta quarta-feira por ter sido deixado de fora da equipe de revezamento sul-africana nos 4x400 metros, que venceu a prata no campeonato mundial em Daegu na semana passada, após ter participado da primeira bateria.

Pistorius, o primeiro amputado a competir no campeonato mundial bienal, correu a primeira prova quando o quarteto sul-africano estabeleceu o recorde nacional na semifinal. Ele foi substituído por LJ van Zyl, medalhista de bronze nos 400 metros com barreiras, na final.

"Após a final encarei o assunto sob dois aspectos", disse Pistorius ao ex-campeão britânico na corrida com barreiras, Colin Jackson, durante uma sessão de perguntas e respostas em um hotel de Londres.

"Fiquei surpreso por não correr, sentia que realmente merecia, de acordo com a quantidade de vezes que corri na semifinal. Mas estou feliz pela equipe, os rapazes são fenomenais".

Pistorius, que terminou em último sua semifinal dos 400 metros em Daegu, foi liberado para participar do campeonato depois que a Corte de Arbitragem para o Esporte (CAS, na sigla em inglês) anulou uma proibição da Associação Internacional das Federações Atléticas (IAAF, na sigla em inglês).

Ele agora planeja competir nas Olimpíadas de Londres no ano que vem, além de correr os 100, 200, 400 metros e o revezamento 4x100 metros nas Paraolimpíadas.

O sul-africano de 24 anos polarizou as opiniões --alguns críticos dizem que seus membros prostéticos lhe dão uma vantagem injusta. Ele teve as duas pernas amputadas abaixo dos joelhos quando tinha 11 meses após nascer sem a fíbula nos dois membros.

"No que me diz respeito, as lâminas (próteses) que uso foram testadas e foi provado que não são uma vantagem", disse ele.

"Alguns dos maiores cientistas do mundo testaram as pernas prostéticas, e são eles que disseram não haver maneira de uma perna prostética oferecer uma vantagem".

"Estou acostumado com elas agora, para cada cinco por cento de pessoas que me criticam 95 por cento me apóiam".

 
Sul-africano Oscar Pistorius participa da semifinal dos 400 metros rasos durante o Campeonato Mundial de Atletismo em Daegu, na Coreia do Sul, no dis 29 de agosto de 2011.REUTERS/Kai Pfaffenbach