Red Bull enfrenta teste duro em Monza

quinta-feira, 8 de setembro de 2011 12:31 BRT
 

Por Alan Baldwin

MONZA, Itália (Reuters) - A Red Bull vai precisar ser mais rápida do que nunca em Monza este final de semana se o líder da Fórmula 1, Sebastian Vettel, quiser subir ao pódio no circuito doméstico da Ferrari.

O campeão, vencedor de sete das 12 corridas desta temporada até agora, tem pouco com o que se preocupar, já que está 92 pontos na frente, depois de vencer seu companheiro de equipe e rival mais próximo, o australiano Mark Webber, em Spa, na Bélgica.

Mas Monza, o circuito mais rápido no calendário e o templo do automobilismo italiano, tem servido mais às máquinas da Ferrari e da McLaren nos últimos anos.

Desde que a Red Bull Racing apareceu em cena em 2005, a equipe ainda precisa ganhar o pódio no circuito dos arredores de Milão, enquanto a Ferrari venceu oito das últimas 15 corridas ali.

Vettel ganhou com a equipe-irmã italiana da Red Bull, Toro Rosso, em 2008, quando celebrou sua primeira vitória, mas os fãs de Monza não estão sozinhos esperando que a Ferrari e Fernando Alonso repitam o sucesso do ano passado na corrida de final de temporada europeia no domingo.

"É claro que esse é o nosso alvo, nosso objetivo, mas será muito difícil", disse o chefe da equipe Ferrari, Stefano Domenicali, à Reuters em um evento para fãs na sede da Pirelli na quarta-feira.

"Eu espero que durante a corrida sejamos muito competitivos. Este ano na fase de classificação vimos que não tínhamos o pacote para sermos rápidos numa volta e eu diria que está mais difícil subir ao pódio", acrescentou.

"Mas este ano com os dois setores da DRS (asa traseira ajustável) e com esta nova situação com os pneus, acho que tudo é possível."

 
Carros da Red Bull durante Grande Prêmio da Bélgica em Spa-Francochamps, em agosto de 2011. REUTERS/Thierry Roge