Clubes espanhóis pressionam por receita de direitos de TV

quinta-feira, 8 de setembro de 2011 15:11 BRT
 

SEVILHA, Espanha (Reuters) - Um grupo de 12 clubes espanhóis prometeu seguir adiante com uma campanha para acabar com a diferença do Real Madrid e do Barcelona, que ficam com boa parte da receita dos direitos audiovisuais, após uma primeira reunião na quinta-feira.

Autoridades dos clubes Athletic Bilbao, Atlético de Madri, Real Bétis, Espanyol, Granada, Málaga, Osasuna, Racing Santander, Valencia, Villarreal e Real Zaragoza reuniram-se no estádio de Sanchez Pizjuan, de Sevilha, e querem que a venda dos direitos para o Campeonato Espanhol seja centralizada e que a receita seja compartilhada, como acontece em outras competições européias.

O presidente do Sevilha, o anfitrião José María del Nido, um dos críticos mais atuantes do sistema atual segundo o qual o Real e o Barça ficam com cerca de metade do faturamento anual de aproximadamente 600 milhões de euros (844 milhões de dólares), afirmou que a campanha é "irreversível".

A venda dos direitos de TV deverá ser supervisionada pela liga profissional da Espanha (LFP), que reúne os 42 clubes das duas principais divisões, e o Real e o Barça serão convidados às próximas reuniões para tentar encontrar uma solução, disse ele em uma entrevista coletiva.

 
Presidentes de alguns clubes espanhois se reúnem no estádio Ramon Sánchez Pizjuán, em Sevilha nesta quinta-feira, 8 de setembro de 2011. O presidente do Sevilla, José María del Nido, intensificou sua campanha para acabar com o sistema atual de distribuição dos direitos de TV, pelo qual Real Madrid e Barcelona ficam com cerca da metade dos recursos.  REUTERS/Marcelo del Pozo