Chefe do Manchester City renuncia por escândalo com email

sexta-feira, 9 de setembro de 2011 12:47 BRT
 

Por Sonia Oxley

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - O presidente-executivo do Manchester City, Garry Cook, renunciou ao posto depois de uma investigação interna sobre um email enviado de sua conta que zombava da mãe do defensor Nedum Onuoha, que sofre de câncer, disse o clube da Primeira Liga na sexta-feira.

"Na sequência das conclusões da revisão, o presidente-executivo Garry Cook ofereceu sua renúncia, que foi aceita com pesar pelo conselho", disse o clube em um comunicado em seu site (www.mcfc.co.uk).

Anthonia Onuoha, que é a agente de seu filho, enviou um email a Cook dizendo que,, embora estivesse "devastada pelo câncer", não iria interromper sua negociação em nome do jogador sobre uma disputa contratual.

Ela recebeu uma resposta, que aparentemente era destinada ao administrador do clube de futebol Brian Marwood, dizendo: "Brian... Devastado com isso!... Não sei como você consegue dormir à noite. Você costumava ser um homem tão bom quando eu trabalhei com você na Nike. G."

"O clube pode confirmar que há fundamento nas alegações da Dra. Onuoha e o presidente escreveu um pedido de desculpas à Dra. Onuoha por qualquer aflição causada", dizia o comunicado.

A mídia local divulgou nesta semana que Cook negou ter enviado o email, dizendo que sua conta deve ter sido hackeada, mas na sexta-feira ele disse que cometeu um "erro de julgamento".