Robozinho japonês tentará o triatlo no Havaí

quinta-feira, 15 de setembro de 2011 14:16 BRT
 

Por Natalia Konstantinovskaya

TÓQUIO (Reuters) - Depois de escalar penhascos do Grand Canyon e dirigir na corrida de Le Mans, durante 24 horas, o minúsculo robô japonês terá um novo desafio -- o percurso de triatlo do Ironman, no Havaí.

Adaptado com três corpos diferentes e três baterias recarregáveis, o "Evolta", do tamanho da mão, fabricado pela empresa de eletrônicos Panasonic, irá nadar, pedalar e correr ao longo de uma das rotas mais difíceis de triatlo do mundo, disse a empresa nesta quinta-feira.

"Isso é muito difícil mesmo para um atleta, mas eu acho que vale a pena o desafio", disse Tomotaka Takahashi, que criou o robô verde e branco parecido com um brinquedo.

"O robô enfrentará muitas dificuldades pelo caminho, mas espero que ele supere todas e tenha sucesso no final."

O robô terá de nadar, correr e pedalar em um total de aproximadamente 230 quilômetros. O tempo dado para completar a tarefa é de uma semana, ou 168 horas, dez vezes mais do que demoraria para um atleta.

"A altura do Evolta é apenas um décimo da altura de um homem adulto, então decidimos que demoraria 10 vezes mais", acrescentou Takashi.

Um dos três corpos está montado em uma bicicleta minúscula enquanto outro, que foi o corpo com mais dificuldades, está posicionado em cima de um aro redondo com uma roda de apoio traseira.

"Eu tive que pensar em maneiras de torná-lo à prova d'água e protegê-lo de mofo o máximo possível", disse Takahashi.   Continuação...

 
Robô "Evolta", da Panasonic, durante demonstração em coletiva de imprensa, em Tóquio. Depois de escalar penhascos do Grand Canyon e dirigir na corrida de Le Mans, durante 24 horas, o minúsculo robô japonês terá um novo desafio -- o percurso de triatlo do Ironman, no Havaí. 15/09/2011 REUTERS/Yuriko Nakao