September 29, 2011 / 6:28 PM / 6 years ago

ENTREVISTA-Asma não vai tirar Gebrselassie dos Jogos de Londres

4 Min, DE LEITURA

Por Toby Davis

LONDRES (Reuters) - A asma que fez Haile Gebrselassie abandonar a Maratona de Berlim no fim de semana não vai impedir os esforços do fundista de coroar sua brilhante carreira com uma medalha de ouro nos Jogos de Londres 2012, disse o atleta nesta quinta-feira.

O tetracampeão mundial e duas vezes campeão olímpico dos 10.000 metros foi forçado a desistir da corrida de domingo na Alemanha depois de 35 quilômetros em consequência de uma asma induzida pelo exercício físico.

As condições climáticas o impediram de correr a prova anual de Londres, que é realizada na primavera britânica desde 2007, mas o etíope de 38 anos espera não ter o mesmo problema no ano que vem, quando a prova será realizada em outra época do ano.

"Não deveria ter acontecido em Berlim", disse Gebrselassie em entrevista à Reuters no Hyde Park, em Londres.

"Antes, era verdade que eu não podia correr a Maratona de Londres por causa do pólen, mas eu não entendo o que aconteceu no domingo."

"É bom correr aqui em Londres em julho e agosto. Eu já estive aqui em muitas ocasiões para provas e nessa época do ano é perfeito. Eu não estou preocupado com isso", garantiu.

A maratona masculina nos Jogos Olímpicos de Londres está prevista para 12 de agosto.

Gebrselassie, cujo reinado de quatro anos como recordista mundial de maratona terminou com a nova marca obtida pelo queniano Patrick Makau em Berlim, ainda precisa conseguir um bom tempo a fim de garantir seu lugar na equipe etíope para Londres 2012.

Depois de sofrer a decepção na capital alemã, ele vai voltar suas atenções para tentar garantir a classificação em janeiro, em Dubai, onde ganhou três vezes e estabeleceu um recorde do percurso com 2h04min53 em 2008, ou em Tóquio, um mês depois.

"É muito difícil de ser um dos três melhores com os etíopes se fortalecendo", disse ele enquanto relaxava em um café depois de uma corrida matinal banhada pelo sol nas margens do lago Serpentine do Hyde Park.

"Eu tenho que fazer um bom trabalho e tentar fazer pelo menos duas maratonas nos próximos cinco a seis meses, e vamos esperar que consiga ir bem", acrescentou.

"Os atletas têm de ser confiantes e eu estou pensando assim. Dubai em janeiro tem um clima bom e você pode executar um bom tempo. Eu vou correr Dubai ou Tóquio, ainda não decidi."

Gebrselassie, que terá 39 anos no início dos Jogos de Londres, não conseguiu terminar suas duas últimas maratonas, após abandonar a corrida de 2010 em Nova York devido a uma lesão.

Após NY ele chegou a anunciar sua aposentadoria, mas o apelo de encerrar a carreira em alta com um ouro em Londres o levou a adiar sua decisão.

Ele acredita que sua experiência poderia lhe dar uma vantagem em Londres, onde o desafio é ganhar uma medalha de ouro ao invés de estabelecer uma marca para o livro dos recordes.

"Em um campeonato você não precisa de um bom tempo, só tem que ganhar a corrida", disse.

Gebrselassie primeiro quebrou o recorde mundial da maratona em Berlim em 2007, antes de melhorar seu tempo, um ano depois, quando ele correu em 02min03s59 no mesmo evento.

Ele foi destronado em grande estilo no domingo, no entanto, quando o Makau melhorou a marca em 21 segundos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below