Caso Tevez teve xenofobia inglesa, diz ex-jogador da Argentina

sábado, 1 de outubro de 2011 17:27 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O incidente entre o argentino Carlos Tevez e o técnico do Manchester City, Roberto Mancini, fez aflorar nos meios de imprensa um pouco da típica xenofobia inglesa, disse o ex-futebolista Osvaldo Ardiles a uma rádio londrina.

Tevez foi suspenso por 15 dias e está aguardando uma multa --que seria de 775 mil dólares-- por parte de seu clube por se negar a participar de uma partida da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique.

A atitude de Tevez frente ao técnico Mancini foi criticada e condenada por parte da mídia britânica.

"Temos primeiro que saber como foram os fatos para emitir uma opinião, e no tema Carlos Tévez surgiu um pouco a típica xenofobia inglesa", disse Ardiles à rádio ESPN.

Ardiles, que é representante esportivo do Tottenham Hotspur e comenta o futebol espanhol para a televisão inglesa, destacou também que Tevez parece não estar bem assessorado por aqueles que tratam de seus interesses.

"Parece-me que Tevez está mal assessorado. Acho que esta é a raíz deste problema", opinou Ardiles.

O ex-jogador, integrante da seleção argentina que conquistou a Copa do Mundo de 1978, se mostrou surpreso porque o Manchester City não permitiu a Mancini falar sobre o que aconteceu com Tevez.

"O presidente do Manchester City não deixou Mancini falar do tema Tevez e isso me chama muito a atenção", declarou Ardiles, que sublinhou que a multa que se cogita aplicar ao jogador argentino "é a maior que se pode aplicar no Campeonato Inglês".

(Reportagem de Luis Ampuero)

 
Carlos Tevez do Manchester City vai pro banco após a partida da Liga dos Campeões contra o Napoli, em Manchester. 
O incidente entre o argentino Carlos Tevez e o técnico do Manchester City, Roberto Mancini, fez aflorar nos meios de imprensa um pouco da típica xenofobia inglesa, disse o ex-futebolista Osvaldo Ardiles a uma rádio londrina. Tevez foi suspenso por 15 dias e está aguardando uma multa --que seria de 775 mil dólares-- por parte de seu clube por se negar a participar de uma partida da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique. 14/09/2011 REUTERS/Phil Noble