Inteligência é chave para direcionar antidoping em Londres-2012

segunda-feira, 3 de outubro de 2011 16:02 BRT
 

Por Kate Kelland

LONDRES (Reuters) - Dados de inteligência de todos, desde a equipe de limpeza até as autoridades alfandegárias, ajudarão as autoridades na realização de testes antidoping nos atletas, esportes e países com maior probabilidade de trapacear nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, disseram especialistas na segunda-feira.

Jonathan Harris, o gerente para serviços médicos antidoping dos Jogos de Londres, disse que o número de testes feitos baterá um recorde -- cerca de 5 mil entre 10,5 mil atletas -- e que direcionar os testes às pessoas e aos esportes corretos seria vital para garantir uma Olimpíada sem drogas.

"Não se trata do peso dos testes, mas de usar esses testes de forma mais efetiva do que antes", disse ele em uma conferência antidoping em Londres.

Harris, que falou ao lado de Andy Parkinson, da UK Antidoping (Ukad), e David Cowan, chefe do Centro de Controle de Drogas no King's College London, que chefiará o laboratório de testes de drogas durante os Jogos de Londres 2012, disse que as autoridades terão uma "reunião matinal" diária durante os Jogos para compartilhar dados de inteligência e decidir onde concentrar os esforços.

"Estamos tentando trabalhar com fontes de informação a fim de desenvolver um programa inteligente de testes", disse Harris. "Essa é a chave."

"Haverá fontes de inteligência em todos os lugares, da segurança à limpeza...às pessoas trabalhando em áreas funcionais durante os Jogos para garantir que, se cruzarem com comportamentos inesperados, devem compartilhar essa informação conosco."

Cowan repetiu sua promessa de que os Jogos de 27 de julho a 12 de agosto serão as Olimpíadas com o maior número de testes na história e que os trapaceadores nem deveriam se dar ao trabalho de participar do evento.

Seguindo o lema do Comitê Internacional Olímpico (COI) -- Citius, Altius, Fortius ou mais rápido, mais alto e mais forte --, ele disse: "Estamos buscando uma análise mais rápida, uma maior sensibilidade e provas mais fortes" no que se trata de testes antidoping.