Dirigente argentino se desculpa por insultos à Inglaterra

quarta-feira, 5 de outubro de 2011 15:00 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Julio Grondona, presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA) e vice-presidente da Fifa, pediu desculpas pelos "inaceitáveis" insultos que proferiu contra a Inglaterra, disse nesta quarta-feira o presidente da Associação Inglesa de Futebol, David Bernstein.

Grondona chamou os ingleses de "mentirosos" e "piratas" durante o Congresso da Fifa realizado em junho em Zurique. Mas Bernstein disse ter recebido uma carta de retratação de Grondona.

"Fiquei satisfeito por receber uma carta de desculpas do presidente da (associação) argentina Grondona, depois dos seus comentários inaceitáveis sobre a Inglaterra em Zurique", disse o inglês durante uma conferência intitulada Líderes do Futebol, em Londres.

Grondona fez os comentários depois de Bernstein pedir aos delegados da Fifa que adiassem a eleição presidencial da entidade, na qual Joseph Blatter acabou sendo reeleito sem adversários.

O atrito ocorreu depois de o dirigente catariano Mohamed bin Hammam retirar sua candidatura, por causa de acusações de suborno.

(Por Mike Collett)

 
Julio Grondona, presidente da Associação de Futebol da Argentina, em evento em Assunção, no Paraguai, outubro de 2010. Grondona se desculpou pelos insultos que proferiu contra a Inglaterra. 18/10/2010 REUTERS/Jorge Adorno