Hamilton reclama de incidente com Schumacher em treino no Japão

sábado, 8 de outubro de 2011 17:14 BRT
 

Por Alan Baldwin

SUZUKA, Japão (Reuters) - Lewis Hamilton acusou Michael Schumacher neste sábado de dirigir perigosamente depois de ser o mais prejudicado em uma confusão com três carros nos treinos classificatórios do Grande Prêmio do Japão.

O piloto da McLaren, com mais frequência culpado do que vítima de incidentes na atual temporada, havia sido o mais rápido após a primeira bateria de treinos em Suzuka.

Mas o britânico, que tirou o pé querendo criar um vácuo para o companheiro de equipe Jenson Button à sua frente, não conseguiu cruzar a linha de chegada a tempo de começar uma segunda volta antes da bandeira quadriculada, enquanto a Red Bull de Mark Webber e a Mercedes de Schumacher passaram pelas suas laterais.

"Bem quando eu estava chegando na chicane, olhei no espelho e vi Mark arremetendo pelo lado de dentro," disse o campeão de 2008 aos repórteres.

"Vindo do nada, ele simplesmente avançou sobre mim e quase bateu, então tive que evitá-lo."

"Nem vi Michael enquanto dava passagem para Mark, mas ele quase colidiu comigo pela esquerda, foi bastante perigoso."

"Não sei que diabos ele estava fazendo, mas ele (Schumacher) foi parar na grama. Foi a coisa mais ridícula que já vivi na classificação," declarou Hamilton, que se envolveu em inúmeras colisões e polêmicas na atual temporada - a maioria causada por ele mesmo.

Webber disse que o britânico não teve culpa, mas acrescentou que foi colocado em uma situação difícil.   Continuação...