9 de Outubro de 2011 / às 13:22 / 6 anos atrás

Vettel é o mais jovem bicampeão da Fórmula 1

Sebastian Vettel (foto), da Red Bull, entra para a história do esporte como o mais jovem bicampeão da Fórmula 1, ao terminar em terceiro no Grande Prêmio do Japão.Toru Hanai (JAPAN - Tags: SPORT MOTOR RACING)

* Button conquista vitória, Vettel termina em terceiro

* Hamilton e Massa batem novamente

Por Alan Baldwin

SUZUKA, Japão (Reuters) - Sebastian Vettel (Red Bull) entra para a história do esporte como o mais jovem bicampeão da Fórmula 1, ao terminar em terceiro no Grande Prêmio do Japão. A prova foi vencida pelo seu rival da McLaren Jenson Button.

O piloto alemão de 24 anos, que começou a prova na pole position pela 12a vez na temporada, precisava de apenas um ponto em Suzuka para garantir o seu segundo título consecutivo com quatro corridas de antecipação.

Fernando Alonso, da Ferrari, era quem anteriormente tinha o recorde de mais jovem campeão por duas vezes da categoria (na Ferrari com 25 anos em 2006), ficou em segundo lugar.

"Muito obrigado, obrigado a cada um de vocês," Vettel disse, com a voz trêmula de emoção e chorando quando foi comunicado pelo rádio da equipe que era o campeão de 2011. "Nós não relaxamos e nós conseguimos."

Não houve a comemoração tradicional do piloto, com o dedo indicador levantado, mas ele foi o número 1 novamente e, com isso, é um dos nove pilotos a conseguirem dois títulos em temporadas consecutivas. Além disso, ele ocupou o pódio pela 14a vez em 15 corridas neste ano.

Vettel, parabenizado tanto por Button e Alonso, tem agora 324 pontos, contra 201 de Button e 202 de Alonso.

Ele estava determinado a conquistar o título com estilo e dirigiu agressivamente e com determinação desde o início, quando cortou Button e jogou o britânico na grama. "Ele tem que ser penalizado por isso", gritou Button pelo rádio, mas os executivos de prova, que incluíam o campeão de 1980 Alan Jones, decidiram não tomar nenhuma decisão depois de rever o incidente.

O alemão conseguiu um segundo por volta, mas Button, campeão em 2009, recuperou a diferença e tomou a liderança da prova na segunda parada nos boxes, em uma corrida ditada pelo desgaste dos pneus.

BUTTON COMEMORA

"Acho que fomos muito fracos no pneu de opção", disse Vettel, que foi dominante na competição pelo título deste ano. "Conquistar o título aqui é fantástico. Tantas coisas que você quer dizer neste momento, mas é difícil lembrar de todos. Tantas pessoas, é difícil nomear todos a que eu preciso agradecer," acrescentou.

A entrada de um safety car foi motivada por nova batida entre Lewis Hamilton, da McLaren, e Felipe Massa, da Ferrari, assim como pelo contato entre Mark Webber da Red Bull e Michael Schumacher da Mercedes, atrapalhando a prova por três voltas enquanto a sujeira na pista era retirada.

Button manteve a liderança conquistada e recebeu a bandeira da vitória no circuito que considera a sua segunda casa, graças à sua namorada japonesa e pela sua paixão pelo país, apenas 1,1 segundo sobre Alonso.

"Foi uma ótima corrida, o início foi muito bom, talvez bom demais, e eu parei na grama", reclamou Button, feliz com a sua terceira vitória na temporada e 12 na carreira. "É sempre algo muito especial correr em Suzuka. É um dos lugares mais perfeitos para correr e a torcida é muito especial. É uma das minhas vitórias mais especiais, significa muito para mim", acrescentou o britânico.

Como quando venceu em Monaco, ano de seu título, Button estacionou o seu carro no lugar errado e correu pela saída dos boxes acenando aos fãs.

Alonso ameaçava tomar a vitória, mas Button tinha o suficiente em seus pneus para se manter. Vettel estava apenas 0,8 segundos atrás.

Hamilton, que foi repreendido pelas autoridades várias vezes na temporada, ficou em quinto, mas os executivos de prova não tomaram nenhuma ação em relação ao incidente com Massa que arrancou a asa dianteira da Ferrari.

O australiano Mark Webber, que não venceu este ano, ficou em quarto pela Red Bull, que tem 518 pontos contra os 388 da McLaren no mundial de construtores e pode garantir o título na próxima prova na Coréia do Sul.

Schumacher, que liderou brevemente durante as paradas nos boxes, foi o sexto e Massa o sétimo. O mexicano Sergio Perez foi o oitavo para a Sauber à frente do russo Vitaly Petrov da Renault. O alemão Nico Rosberg, que começou na última fila, teve uma corrida de recuperação e pegou o ponto final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below