Câmara instala comissão especial para Lei da Copa

terça-feira, 11 de outubro de 2011 18:17 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A comissão especial destinada a agilizar a análise da Lei Geral da Copa foi instalada nesta terça-feira na Câmara e o deputado Vicente Cândido (PT-SP) será o relator da matéria.

Presidida pelo deputado Renan Filho (PMDB-AL), a comissão irá analisar o conjunto de medidas exigidas pela Fifa para a realização do evento esportivo.

Cândido também é um dos vice-presidentes regionais da Federação Paulista de Futebol e, questionado sobre seu envolvimento com dirigentes do esporte, afirmou que seguirá a orientação do governo na elaboração de seu parecer.

"Minha orientação é pelo partido que ajudei a fundar, pelo governo que ajudei a eleger e também pela comissão aqui do Congresso. Tenho relações com o futebol? Tenho. Acho que isso ajuda e não atrapalha", disse o deputado a jornalistas.

A Fifa tem queixas em relação a alguns itens previstos em leis brasileiras, como a meia-entrada para idosos e a proibição de venda de bebidas alcoólicas em estádios.

O deputado Romário (PSB-RJ), campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994, criticou o que acredita ser um excesso de poder à Fifa.

"A nossa presidenta (Dilma Rousseff) tem que, em definitvo, se sentar com a Fifa e fazer com que a Fifa se coloque no seu lugar", afirmou o ex-jogador.

"A Fifa vai vir aqui só um mês, vai ter o lucro que todos nós sabemos que são muitos e o Brasil continua", declarou Romário.

De acordo com Renan Filho, a comissão terá 10 sessões ordinárias para que o relator profira seu parecer. A próxima reunião da comissão ocorrerá na próxima terça-feira, para definir um cronograma de trabalho.

O presidente acredita que a lei será votada no plenário da Câmara ainda neste ano.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)