Hamilton se dispõe a fazer as pazes com Massa

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 14:39 BRT
 

YEONGAM, Coreia do Sul (Reuters) - Lewis Hamilton movimentou-se nesta quinta-feira para reparar a relação com Felipe Massa, mas deixou claro que não ficará preocupado se o brasileiro quiser continuar com o desentendimento entre os dois pilotos da Fórmula 1.

"Se ele não quiser ser adulto sobre isso, então tudo bem", disse Hamilton a repórteres antes do Grande Prêmio da Coreia do Sul do fim de semana.

Hamilton e Massa se chocaram na pista nas últimas três corridas, a mais recente no Japão no fim de semana passado, quando o brasileiro cobrou mais uma vez que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) tomasse medidas contra o inglês diante do que ele afirmou ser uma condução agressiva.

Fiscais da corrida em Suzuka investigaram o incidente, em que o carro de Massa perdeu uma asa dianteira enquanto os dois disputavam o quarto lugar, mas decidiram não tomar nenhuma medida.

Massa disse a repórteres em Yeongam que ele tinha falado com o diretor de corrida, Charlie Whiting, sobre Hamilton, e que não iria procurar o piloto para limpar o ar ou fazer qualquer queixa formal.

Hamilton, que bateu Massa na conquista do título de 2008 por apenas um ponto, espera que os dois possam fazer as pazes e seguir em frente.

"É claro que a situação não estará boa por algum tempo", disse Hamilton, preparando-se para a corrida número 700 da McLaren de Fórmula 1.

"Eu sempre tive respeito por Felipe e ainda tenho hoje, independentemente dos comentários negativos que ele está constantemente fazendo sobre mim."

"É fácil neste esporte, quando você é competitivo e no calor do momento, dizer coisas que talvez você não queira dizer", acrescentou o inglês de 26 anos.   Continuação...

 
Lewis Hamilton, da McLaren, conversa com jornalistas antes do Grande Prêmio da Coreia. Hamilton movimentou-se nesta quinta-feira para reparar a relação com Felipe Massa, mas deixou claro que não ficará preocupado se o brasileiro quiser continuar com o desentendimento entre os dois pilotos da Fórmula 1.
13/10/2011  REUTERS/Lee Jae-Won