Acidente na IndyCar mata piloto britânico Dan Wheldon

segunda-feira, 17 de outubro de 2011 09:21 BRST
 

(Reuters) - O piloto britânico Dan Wheldon, de 33 anos, morreu no domingo em um grave acidente envolvendo 15 carros durante a prova da categoria IndyCar no autódromo de Las Vegas.

O acidente, que chocou o mundo do automobilismo, aconteceu na 13a.volta da prova de 300 milhas. Logo depois da curva 2 do circuito oval, o carro de Wheldon decolou e bateu na cerca de proteção. A pista ficou cheia de destroços em chamas.

Wheldon, que morava na Flórida, foi levado de helicóptero ao Centro Médico Universitário de Las Vegas, e teve sua morte anunciada duras horas depois.

A corrida foi cancelada e os pilotos voltaram mais tarde para um comovente tributo de cinco voltas. Dario Franchitti, britânico como Wheldon, chorava incontrolavelmente ao ser instalado no carro.

Com o cancelamento da prova, Franchitti ganhou seu terceiro título consecutivo da categoria. O escocês, que conhecia Wheldon desde que este tinha seis anos de idade, disse que o acidente foi causado por "um errinho de alguém".

"Com cinco voltas eu já via as pessoas começando a fazer loucuras", afirmou Franchitti, que também foi colega de equipe de Wheldon na Andretti Green Racing.

Figura popular, Wheldon foi campeão da categoria Indy Racing League em 2005, e venceu as tradicionais 500 Milhas de Indianápolis (Indy500) naquele ano e em 2011 - centésimo aniversário do evento.

Wheldon não corria desde a vitória de maio na Indy500. Ele podia conquistar um prêmio de 5 milhões de dólares na prova de Las Vegas, a última da temporada, caso o ganhador da corrida fosse um piloto que não tivesse disputado a temporada inteira.

Embora não fosse tão conhecido na Grã-Bretanha quanto os astros da Fórmula 1, Wheldon podia se considerar um dos mais bem sucedidos pilotos do seu país.   Continuação...