Evra mantém acusação de racismo contra Suárez, diz Ferguson

segunda-feira, 17 de outubro de 2011 17:04 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O lateral do Manchester United Patrice Evra mantém sua alegação de que foi alvo de uma agressão racista por parte do atacante Luis Suárez, do Liverpool, e o Manchester United vai continuar a investigar o assunto, disse nesta segunda-feira o técnico Alex Ferguson.

Evra fez as afirmações na rede de televisão francesa Canal Plus, após o confronto do Campeonato Inglês de sábado, no estádio Anfield, que terminou com um empate de 1 x 1.

O atacante uruguaio Suárez negou qualquer irregularidade, dizendo que ele está chateado com a acusação, mas Ferguson disse que Evra não quer abandonar o assunto.

"Nós conversamos com Patrice hoje e ele foi inflexível que queria seguir (com a queixa contra Luis Suárez)", disse Ferguson ao site do Manchester United (www.manutd.com).

"Não é fácil porque todo mundo sabe que Manchester United e Liverpool têm grande responsabilidade. Acho que o sábado foi ótimo nas arquibancadas e ambas as torcidas merecem elogios por isso. Mas Patrice se sente muito ofendida com o que foi dito a ele e agora está nas mãos da FA (Associação Inglesa de Futebol)."

A FA começou a fazer uma investigação depois que as alegações foram trazidas à atenção do árbitro da partida, Andre Marriner.

(Reportagem de Martyn Herman)