Thiago Pereira leva bronze e perde chance de igualar recorde

terça-feira, 18 de outubro de 2011 23:57 BRST
 

(Reuters) - O nadador Thiago Pereira desperdiçou uma oportunidade para igualar o recorde de Hugo Hoyama de 10 medalhas de ouro conquistadas para o Brasil em Jogos Pan-Americanos ao ficar com o bronze na prova dos 200 metros peito nesta terça-feira, em Guadalajara.

O brasileiro liderou boa parte da prova, mas nos últimos 50 metros foi superado pelos norte-americanos Sean Mahoney, que venceu com 2min11seg62, novo recorde pan-americano, e Christopher Burckle (2min12seg60), que ficou com a medalha de prata.

Thiago, que terminou com o tempo de 2min13seg58, já conquistou três medalhas de ouro no México e ainda disputa quatro provas, incluindo os 200 metros medley, na qual é especialista.

"Não deu. (O cansaço) está começando a pesar, não estou conseguindo me recuperar de um dia para o outro", disse o nadador à TV ao sair da piscina. Logo depois, ele mostrou confiança em conseguir o recorde: "tem quatro provas, ainda tem muito Pan pela frente."

Aos 25 anos, o atleta brincou que está "ficando velho" para nadar tantas provas na sequência e indicou que será a última vez que adotará essa estratégia.

Thiago Pereira, que no Pan do Rio, em 2007, conquistou o recorde de seis medalhas de ouro, levou o primeiro ouro do Brasil em Guadalajara, nos 400m medley, e garantiu outra medalha dourada no revezamento 4x100m livre. Ele não nadou a final, mas esteve com a equipe brasileira no revezamento. Sua terceira medalha de ouro veio nos 100m costas, na segunda-feira.

PRATA E BRONZE

Joanna Maranhão conquistou duas medalhas na noite --bronze nos 200m medley e prata com a equipe brasileira do revezamento 4x200 metros livre --ela havia ficado com a prata também nos 400m medley no fim de semana.

Na primeira prova, a brasileira melhorou em mais de quatro segundos o tempo obtido nas eliminatórias, mas não foi o suficiente para superar a norte-americana Julia Smit, ouro com 2m13s73; e a jamaicana Alia Atkinson, prata com 2m15s08.

Mais tarde, ela participou do revezamento formado também por Jéssica Cavalheiro, Manuella Lírio e Tatiana Barbosa. As brasileiras ficaram atrás dos Estados Unidos, e o México terminou em terceiro.

Em outra final desta terça-feira, André Schultz terminou em sétimo lugar nos 200m livre, com 1m50s04. O ouro ficou com Brett Frases, das Ilhas Caimã, com 1m47s18.