Comissão da Câmara convida acusador de Orlando Silva a depor

quarta-feira, 19 de outubro de 2011 12:24 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira convites aos dois denunciantes do suposto esquema de desvio de dinheiro no Ministério do Esporte, que seria coordenado pelo titular da pasta Orlando Silva.

Os deputados convidaram o policial militar João Dias Ferreira, que denunciou a suposta irregularidade à revista Veja do último fim de semana, e Célio Soares Pereira, que segundo reportagem da publicação, teria recolhido e entregue o dinheiro desviado, inclusive ao próprio ministro.

Segundo a denúncia, organizações não-governamentais que firmam convênios com o ministério no âmbito do programa Segundo Tempo só recebem os recursos do acordo após pagamento de até 20 por cento do valor do contrato a pessoas ligadas ao PCdoB, partido de Orlando Silva.

O policial militar afirmou na terça-feira ter provas do esquema, e disse estar à disposição das autoridades.

Silva, que deve ir ao Senado na tarde desta quarta, já classificou as denúncias como "falsas" e "gravíssimas". Ele também pediu que a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República investiguem as acusações e disse ter disponibilizado a essas autoridades seus sigilos fiscal, bancário, telefônico e postal.

Como ministro responsável pelo Esporte, Silva é o encarregado no governo por encaminhar os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016, que serão realizadas no país.

Desde o início do governo da presidente Dilma Rousseff, quatro ministros deixaram os cargos em meio a denúncias de irregularidades --Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Wagner Rossi (Agricultura) e Pedro Novais (Turismo).

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)