24 de Outubro de 2011 / às 20:28 / 6 anos atrás

Técnico do Porto endurece discurso e mudanças no time funcionam

LISBOA (Reuters) - O treinador do Porto, Vitor Pereira, lembrou a seus jogadores que nenhum deles está garantido na equipe titular depois de ter mudado a equipe na vitória de domingo em casa por 5 x 0 sobre o Nacional da Madeira.

Pereira, que em junho sucedeu André Villas-Boas, atualmente no Chelsea, fez cinco alterações em relação à equipe que empatou de forma decepcionante em 1 x 1 contra o APOEL Nicosia na Liga dos Campeões na semana passada, com Nicolás Otamendi, Fredy Guarín, João Moutinho, James Rodríguez e Kléber indo para o banco.

Entre seus substitutos estavam o meia belga Steven Defour e o atacante brasileiro Walter, que marcaram e ajudaram o Porto a reassumir a ponta do campeonato, perdida brevemente para o Benfica no sábado.

"Estes 11 deram uma resposta positiva e provaram que nosso elenco tem muita qualidade", disse Pereira após a partida de domingo.

"Todos os jogadores estão em pé de igualdade, devemos enviar uma mensagem de que todos os jogadores estão competindo para serem escolhidos para cada jogo."

Pereira foi criticado por não mostrar o estilo e fluidez que ajudou o Porto a vencer a Liga Europa com Villas-Boas na última temporada.

Eles empataram contra os rivais Benfica em casa no campeonato e foram derrotados por 3 x 1 pelo Zenit St Petersburgo na segunda rodada da Liga dos Campeões.

Os torcedores vaiaram a equipe e mostraram seu descontentamento ao ver a equipe empatar com o azarão APOEL, do Chipre.

"Os fãs são exigentes, mas eles estão sempre lá para nós, e merecem a qualidade de jogo de hoje", disse Pereira.

Walter e Defour impressionaram ao lado de Eliaquim Mangala, um francês contratado junto ao Standard Liége no final da temporada, que parecia confortável na zaga.

O brasileiro Hulk era uma ameaça constante no ataque e acrescentou seu nome à lista de marcadores juntamente com o substituto Kléber e o zagueiro romeno Cristian Sapunaru.

Apesar da crítica feita à equipe de Pereira, o Porto ainda tem tudo para permanecer na Liga dos Campeões, onde está em terceiro lugar no Grupo G, empatado em quatro pontos com o Zenit St Petersburgo e apenas um ponto atrás do surpreendente líder APOEL.

Reportagem de Daniel Alvarenga

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below