25 de Outubro de 2011 / às 19:18 / em 6 anos

Força-tarefa de Beckenbauer pede mudança na regra de impedimento

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - Uma força-tarefa da Fifa liderada pelo ex-capitão e técnico da Alemanha Franz Beckenbauer sugeriu uma mudança na regra do impedimento e o fim dos cartões vermelhos para faltas menos graves dentro da área.

Beckenbauer disse que a regra de impedimento atual envolvendo impedimento ativo e passivo é muito complicada, e considera a chamada “tripla punição” por faltas dentro da área muito rígida.

Ambas as propostas devem ser analisadas pelo IFAB, comitê responsável por decidir as regras do futebol, antes de sua próxima reunião em março.

O grupo, que inclui ex-jogadores, árbitros e médicos, está buscando formas de melhorar o nível de entretenimento na Copa do Mundo de 2014, depois que o torneio anterior, na África do Sul, foi marcado por jogos monótonos e com foco na defesa e marcação.

“Devemos voltar e tornar o futebol mais simples, temos de encontrar a medida certa e isso vale também para as penalidades”, disse Beckenbauer a repórteres. “Isso vai melhorar o fluxo do jogo.”

“Temos uma situação atual com impedimento ativo e passivo, acho que devemos ficar longe de expressões complicadas, devemos retornar para tornar mais simples, não como era no início, mas algo no meio”, afirmou.

“Na minha época era muito simples, impedimento era impedimento, não importava onde a bola estava. É um absurdo, é muito complicado”, acrescentou.

Sob a regra atual, o jogo continua mesmo se a equipe atacante tem um jogador que está claramente fora de jogo, mas não participa da jogada. No entanto, se esse jogador, que é considerado passivamente impedido, toca a bola, ele se torna ativo e o jogo é interrompido.

Beckenbauer disse que as infrações dentro da área devem apenas ser punidas com cartão vermelho se envolvem mão na bola de um defensor em cima da linha do gol -- como a defesa feita por Luis Suárez para o Uruguai contra Gana na última Copa do Mundo -- ou uma falta violenta.

Caso contrário, disse ele, um cartão amarelo seria suficiente, além da marcação do pênalti.

“Se é uma falta simples na grande área, onde você tenta pegar a bola, mas está um segundo atrasado, um pênalti e cartão amarelo são suficientes”, disse ele.

“Se é uma falta violenta, o que teria sido um cartão vermelho em qualquer parte do campo, então neste caso a sua pena é um cartão vermelho.”

A Fifa disse que a força-tarefa também procura formas de melhorar a conduta dos jogadores.

“A força-tarefa acredita que é crucial que um plano de ação concreto seja desenvolvido para a próxima reunião... em particular relacionado com a conduta dos jogadores, treinadores e funcionários, que devem ser modelos para os fãs e o público em geral”, disse a Fifa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below