28 de Outubro de 2011 / às 01:08 / 6 anos atrás

Judocas Camilo e Guilheiro são campeões em Guadalajara

O brasileiro Leandro Guilheiro vence Miranda, de Porto Rico, e leva medalha de ouro no Pan de Guadalajara. REUTERS/Mariana Bazo (MEXICO - Tags: SPORT JUDO)

(Reuters) - Os medalhistas olímpicos Tiago Camilo e Leandro Guilheiro conquistaram nesta quinta-feira as medalhas de ouro em suas categorias no judô dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

Os dois judocas venceram todas as suas lutas por ippon e definiram as disputas decisivas nos minutos iniciais.

Para conseguir seu segundo ouro consecutivo no Pan, Camilo derrotou o cubano Asley González, seu grande rival na competição até 90 quilos, em apenas 1min44s.

“É uma alegria muito grande conquistar mais esse ouro nos Jogos Pan-Americanos. Aqui você acaba vivenciando um pouco o espírito olímpico e isso mexe muito com o atleta. Isso me dá uma confiança muito grande para as próximas competições rumo a (Olimpíada de) Londres”, disse Camilo, segundo o Comitê Olímpico Brasileiro.

Guilheiro derrotou o portorriquenho Gadiel Miranda por ippon na categoria até 81 quilos, levando o ouro depois de ter chegado perto no Pan do Rio de Janeiro, em 2007, quando ficou com a prata.

“Estava engasgado. Tentei não ficar lembrando muito de 2007, porque foi muito doloroso, mas tudo o que eu aprendi lá ficou na minha cabeça. Carreguei por esses quatro anos e entrei muito motivado aqui”, afirmou ele.

Camilo foi prata nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008, enquanto Guilheiro levou dois bronzes em Olimpíadas: Atenas-2004 e Pequim-2008. Este ano, Guilheiro foi bronze no Mundial de Paris.

BRONZES NO FEMININO

Entre as mulheres, o país conquistou duas medalhas de bronze, com Maria Portela e Mayra Aguiar.

Portela garantiu a terceira colocação na categoria até 70 quilos ao derrotar a norte-americana Kathleen Sell por ippon.

“Estou feliz, mas estou treinando forte e sei que tenho condições de conseguir resultados melhores”, disse ela.

Mayra Aguiar também não estava 100 por cento satisfeita com o bronze. Ela perdeu para a norte-americana Kayla Harrison, pelas quartas-de-final, no que foi considerada uma final antecipada.

Harrison foi campeã e Mayra ganhou com facilidade as outras lutas, incluindo a disputa do bronze, em que precisou de apenas 27 segundos para superar a argentina Lorena Briceño pela categoria até 78 quilos.

“Minha participação nos Jogos foi boa. Só teve aquela fatalidade contra a americana. Acho que a arbitragem poderia ter deixado a luta rolar mais antes de me dar as punições que acabaram decidindo minha derrota”, afirmou a judoca.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below