Dilma empossa Aldo e quer defesa dos direitos legais

segunda-feira, 31 de outubro de 2011 18:54 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff deu posse ao novo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, nesta segunda-feira e disse confiar nele para defender os interesses do país na negociação com a Fifa para a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Sem citar o presidente da Confederação Brasileira de Futebol e do Comitê Organizador Local da competição, Ricardo Teixeira, que estava na plateia, Dilma disse que Aldo será um negociador dos interesses do povo brasileiro.

O deputado do PCdoB substitui Orlando Silva, também comunista, e que deixou a pasta sob denúncias de irregularidades no programa Segundo Tempo.

Segundo ela, a troca no Ministério do Esporte foi inesperada, mas agora "colocamos a bola no chão, reiniciamos o jogo e vamos para o ataque".

"Estou certa que, como novo ministro do Esporte, (Aldo) saberá empreender, realizar e quando for o caso negociar a busca de soluções em que todos ganhem, principalmente e especialmente o Brasil e o povo brasileiro, sem que a ninguém seja imposto abdicar de princípios e de direitos legais em vigor no país", disse a presidente durante posse de Aldo nesta segunda-feira.

"Sem sombra de dúvida (Aldo) é reconhecido por todos como um defensor corajoso de opiniões fortes, dos interesses nacionais", completou.

As definições das regras para a realização do Mundial de futebol, constantes na Lei Geral da Copa que tramita na Câmara, têm causado divergências entre o governo e a Fifa, entidade internacional que organiza a Copa.

Entre os temas envolvidos na queda de braço estão a concessão de meia entrada para estudantes e a proibição da venda de bebidas alcoólicas nos estádios, aos quais a Fifa se opõe. O Executivo, no entanto, não tem a intenção de suspender legislações vigentes no país durante o torneio.

"Ele (Aldo) tem todas as condições de dar continuidade às políticas prioritárias do ministério que hoje está assumindo, e estabelecer desde logo relações claras com todos os entes envolvidos na preparação da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos", afirmou Dilma.   Continuação...