Geoffrey Mutai e Firehiwot Dado vencem Maratona de Nova York

domingo, 6 de novembro de 2011 16:39 BRST
 

Por Larry Fine

NOVA YORK (Reuters) - Geoffrey Mutai do Quênia quebrou o recorde da Maratona de Nova York entre os homens neste domingo, enquanto a etíope Firehiwot Dado ficou com o título feminino.

Mutai se desgarrou do bloco da frente na marca dos 32 quilômetros para vencer em 2 horas, 5 minutos e 6 segundos, tempo pouco mais de 2 minutos e meio mais rápido do que o recorde anterior do curso de 2:07:43 definido pelo etíope Tesfaye Jifar, em 2001.

Em segundo, atrás do corredor que venceu também a maratona de Boston, foi Emmanuel Mutai, que não é parente do seu conterrâneo queniano e terminou a prova em 2:06:28. A terceira colocação veio com o medalhista olímpico de bronze Tsegaye Kebede, da Etiópia, que também conseguiu ser mais rápido do que o recorde com 2:07:14.

A corrida feminina que aconteceu em um belo dia de outono foi mais dramática, com Dado ultrapassando a cansada líder Mary Keitany do Quênia no último quilômetro. Dado, que venceu por três vezes a maratona de Roma, conseguiu se recuperar depois de estar atrás mais de 2 minutos para vencer a prova com 2:23:15.

Buzunesh Deba, uma etíope morando e treinando em New York, terminou em segundo com quatro segundos atrás de Dado, seguida pela cansada Keitany em terceira com 2:23:39.

Keitany, que venceu a maratona de Londres neste ano com um tempo recorde, conseguiu a liderança em Nova York logo no início e abriu uma vantagem de 2 minutos e 23 segundos a partir do quilômetro 24.

No entanto, a queniana de 29 anos começou a perder velocidade e viu Dado e Deba reduzirem sistematicamente sua vantagem, ficando a menos de 1 minuto quando elas entraram no Central Park, na última parte da corrida.

Quando Keitany viu a proximidade das concorrentes, ela buscou energias de última hora e conseguiu se manter na frente até a parte sul do parque. Nos momentos finais da prova, Dado conseguiu a ultrapassagem assim como Deba, que venceu a maratona de Los Angeles e San Diego.