Neymar acerta permanência no Santos até 2014

quarta-feira, 9 de novembro de 2011 18:36 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O atacante Neymar anunciou nesta quarta-feira que permanecerá no Santos até 2014, ano da Copa do Mundo no país, após assinar um novo contrato para encerrar as especulações de transferência para a Europa e que faz dele um dos jogadores mais bem pagos do mundo.

"Estou muito feliz, é mais uma decisão que tomo na minha vida, uma decisão familiar", declarou Neymar em entrevista coletiva em Santos após receber do presidente do clube, Luís Alvaro de Oliveira Ribeiro, uma camisa com seu nome e o número 2014 nas costas.

"Houve sim interesse (de outros clubes), mas proposta concretizada o meu pai não deixou eu saber de nada. Sempre falei que queria ficar aqui", acrescentou.

Segundo o presidente do Santos, Neymar estava farto das especulações sobre seu futuro. "O Neymar cansou de ter sido vendido para Barcelona e Real Madrid nestes últimos meses", disse. "E a verdade é que ele ficará no Santos até 2014."

Neymar, que já é titular absoluto da seleção brasileira, receberá em torno de 3 milhões de reais (1,7 milhão de dólares) por mês, entre salários e patrocínios, segundo reportagens da mídia. O valor significa cerca de 20,4 milhões de dólares por ano, e está entre os maiores do futebol mundial.

O jogador britânico David Beckham lidera a lista de jogadores mais bem pagos do mundo em 2011, de acordo com ranking da revista Forbes, com 40 milhões de dólares por ano, seguido do português Cristiano Ronaldo, com 38 milhões de dólares anuais.

O jogador mais bem colocado do futebol brasileiro é Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, em quinto lugar do mundo, com 24 milhões de dólares por ano.

FASE ESPETACULAR

Neymar, campeão paulista e da Copa Libertadores este ano com o Santos, afirmou que o fato de estar passando por uma ótima fase pesou na escolha de permanecer no clube que o revelou.   Continuação...

 
O atacante Neymar mostra camisa do Santos nesta quarta-feira durante anúncio de sua permanência no clube até 2014. REUTERS/Santos FC/Divulgação