Barrichello deixa a próxima temporada nas mãos da Williams

quinta-feira, 10 de novembro de 2011 14:28 BRST
 

Por Alan Baldwin

ABU DHABI (Reuters) - Rubens Barrichello espera conseguir convencer a Williams a mantê-lo na equipe na próxima temporada, mesmo que o ex-campeão Kimi Raikkonen tenha surgido como um rival potencial.

O piloto, de 39 anos, que detém o recorde de participação em corridas, sugeriu nesta quinta-feira que algumas das especulações sobre possíveis substituições ainda estavam muito longe da verdade.

"Há muitos rumores. Acredito que eles (Williams) estejam falando a verdade para mim, e a verdade é que os rumores são muito maiores que a realidade", disse ele a repórteres no Grande Prêmio de Abu Dhabi.

"Eu só tenho que esperar e acreditar, e quando eu tiver conversas, olhar no olho das pessoas. Acho que eles parecem estar dizendo as coisas corretas para mim."

Raikkonen tem estado nas manchetes desde que o acionista da Williams Christian "Toto" Wolff foi citado esta semana dizendo que o campeão mundial de 2007, que deixou o esporte no final de 2009, estava sendo sondado para retornar à equipe.

A Williams não fez comentários e Raikkonen tem sido vago sobre o assunto.

"Para ser honesto, nunca falei com Kimi. Mesmo quando ele estava correndo ele nunca falava comigo", disse Barrichello sorrindo ao ser questionado sobre a questão. "Acho que ele teve poucas conversas com a equipe, de qualquer forma."

"Não posso falar nada ruim sobre Kimi. Não posso falar nada ruim de ninguém. Acho que todos estão na briga, só espero que eu seja a melhor opção", afirmou o brasileiro, que descreveu sua posição como sendo a de "ligar e esperar que as pessoas liguem".   Continuação...