16 de Novembro de 2011 / às 18:39 / em 6 anos

Trapattoni quer levar Irlanda à Copa do Mundo no Brasil

O treinador da Irlanda, Giovanni Trapattoni, fala durante evento na Bulgária em 2009. Trapattoni quer levar a equipe à Copa do Mundo de 2014 no Brasil. 05/06/2009Oleg Popov

DUBLIN (Reuters) - O desejo do italiano Giovanni Trapattoni de permanecer como treinador da Irlanda e levar a equipe à Copa do Mundo de 2014 no Brasil será discutido logo, disse o presidente-executivo da Associação de Futebol Irlandesa, John Delaney, na quarta-feira.

O treinador, de 72 anos, encerrou o jejum de 10 anos da Irlanda sem disputar uma competição internacional de ponta ao classificar a equipe para a Eurocopa de 2012 com um empate de 1 x 1, na terça-feira, com a Estônia, pela repescagem. A Irlanda avançou por 5 x 1 no resultado agregado.

O atual contrato de Trapattoni expira no final da Eurocopa do ano que vem, mas ele já disse que gostaria de permanecer à frente da seleção da Irlanda para levar o time à Copa do Mundo no Brasil.

Anteriormente, ele treinou a Itália na Copa do Mundo de 2002 no Japão e Coreia do Sul e na Euro 2004, em Portugal.

Delaney disse à Sky Sports nesta quarta-feira que agora vai se concentrar em celebrar a classificação para a Euro 2012, mas também disse que há uma vontade de sentar e discutir o futuro de Trapattoni.

"Trabalhar com Giovanni Trapattoni, para mim, tem sido um prazer", disse ele.

"O conselho (da associação de futebol) se reunirá nas próximas semanas para sentar com Giovanni e discutir... o que pode acontecer no futuro. Eu acho que deve acontecer o quanto antes."

"Vamos deixar para uma outra semana ou duas o debate sobre o contrato do treinador, mas o que vou dizer é: Giovanni Trapattoni tem nos levado em frente? Sim, ele tem."

"Quatro anos atrás, onde estávamos? Hoje estamos em um lugar muito melhor e estamos classificados", acrescentou.

Trapattoni disse a repórteres na quarta-feira acreditar que a Irlanda vai dar conta da responsabilidade na Eurocopa do ano que, na Polônia e na Ucrânia.

"Nós acreditamos, porque temos enfrentado equipes como França, Itália, Croácia, Rússia ... a maioria das equipes importantes da Europa", afirmou ele.

"Estamos felizes com a equipe, temos confiança, temos uma boa equipa e acredito que esta equipe pode render bem."

Reportagem de Mike Collett em Londres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below