Associação inglesa acusa uruguaio Suárez de racismo

quarta-feira, 16 de novembro de 2011 17:07 BRST
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - A Associação de Futebol da Inglaterra (FA) acusou nesta quarta-feira o atacante uruguaio do Liverpool Luis Suárez de ofender racialmente o defensor do Manchester United Patrice Evra durante partida do Campeonato Inglês no mês passado.

"Foi alegado que Suárez utilizou-se de palavras e/ou comportamento abusivos e/ou insultos em relação ao jogador do Manchester United Patrice Evra, contrariando as regras da FA", disse a entidade disse em um comunicado em seu site.

"Alega-se também que este incluiu uma referência à origem étnica e/ou cor e/ou raça de Patrice Evra. A FA não vai emitir mais nenhum comentário neste momento."

O Liverpool emitiu um comunicado dizendo que Suárez vai se declarar inocente da acusação e que o clube vai apoiar totalmente o jogador.

"O clube esta tarde recebeu a notificação da Associação de Futebol da sua decisão de acusar Luis Suárez e vai levar tempo para adequadamente analisar a documentação que nos foi enviada", disse o Liverpool em seu site.

O incidente entre Suárez e Evra, ocorrido no empate de 1 x 1 no estádio Anfield, do Liverpool, é o mais recente caso de racismo sendo investigado pela FA.

O jogo Liverpool x Manchester United em 15 de outubro aconteceu um fim de semana antes de o capitão do Chelsea e da seleção inglesa, John Terry, ter sido acusado de ter insultado racialmente o zagueiro do Queens Park Rangers Anton Ferdinand durante um jogo do Campeonato Inglês no Loftus Road.

Terry, que está sendo investigado tanto pela FA quanto pela polícia sobre a acusação, foi pego em close por em câmera de TV aparentemente insultando o adversário.

Não há imagens de TV dos supostos insultos de Suárez contra o francês Evra, mas o jogador do United disse que o uruguaio o xingou pelo menos 10 vezes durante o jogo.