Renault diz que carro de 2011 foi uma experiência fracassada

sábado, 19 de novembro de 2011 13:31 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A abordagem radical da Renault na concepção de seu carro de Fórmula 1 deste ano foi um fracasso, de acordo com o diretor técnico James Allison.

"Vejo-o como um experimento ousado, mas no fim das contas fracassado," disse ele, quando indagado sobre o R31 em uma reunião de equipe para o Grande Prêmio de Interlagos da próxima semana.

"Fomos a única equipe que adotou um escapamento frontal, e o fizemos com grandes esperanças, amparados em cifras muito animadoras do túnel de vento."

"Saímos da linha de montagem razoavelmente bem, embora estivesse claro desde o primeiro teste que a força descendente não estava tão alta quando esperávamos. A temporada que se seguiu foi difícil para todos da Enstone."

"O desenho, que era tão promissor e que, caso funcionasse, teria sido quase impossível de copiar, logo se mostrou difícil de desenvolver e tinha uma fraqueza fundamental nas curvas lentas que foi um peso nas nossas costas o ano inteiro."

A Renault iniciou sua campanha após testes impressionantes na pré-temporada, com Vitaly Petrov obtendo um terceiro lugar na Austrália e Nick Heidfeld repetindo o feito na prova seguinte na Malásia.

Depois a temporada desandou, culminando na saída do alemão Heidfeld em agosto.

Petrov não marcou nenhum ponto nas últimas três corridas, e o brasileiro Bruno Senna, substituto de Heidfeld desde a Bélgica, só obteve dois pontos em sete corridas.   Continuação...