Ecclestone lança novas dúvidas sobre corrida da F1 no Texas

quinta-feira, 24 de novembro de 2011 20:17 BRST
 

Por Alan Baldwin

SÃO PAULO (Reuters) - O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, lançou na sexta-feira novas dúvidas sobre a realização em 2012 de um grande prêmio em Austin, no Texas (sul dos Estados Unidos), apesar de seus organizadores se comprometerem a pagar uma taxa de confirmação caso ele revise um contrato que os norte-americanos consideram "não realista e não factível".

Ecclestone já havia deixado claro que perdera a paciência com os texanos, e na semana passada deu prazo até este fim de semana, no GP de encerramento da temporada, no Brasil, para que os administradores do Circuito das Américas pagassem as taxas e assinassem um contrato.

Em nota, Bobby Epstein, um dos donos do autódromo, disse que pretende enviar o cheque a Ecclestone na semana que vem. "Ele ainda não o recebeu porque o novo contrato que nos foi apresentado há duas semanas continha alguma exigências não realistas e não factíveis."

"Assinamos e devolvemos um contrato semelhante àquele que esperávamos receber. Essa corrida deve ser uma realidade, mas, para cumprirmos a data da corrida em 2012, precisamos receber uma contra-assinatura nos próximos dias", acrescentou Epstein.

Questionado pela Reuters no circuito de Interlagos sobre as chances de haver GP no Texas, Ecclestone disse, tendo em mãos a nota vinda de Austin: "Duvido".

"A verdade é que eles não estão cumprindo os termos e condições do contrato. E, ao fazermos o contrato, vamos conceder ou não conceder o evento. Eles não estão nos concedendo nada."