Barrichello desconversa sobre 2012; Senna gostaria de saber logo

sexta-feira, 25 de novembro de 2011 18:47 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Rubens Barrichello tentou colocar de lado, pelo menos por algumas horas, a questão sobre o seu futuro na Fórmula 1, enquanto seu compatriota Bruno Senna, com quem disputa uma vaga em 2012, gostaria de saber logo se fica ou não.

Com o campeonato decidido a favor do alemão Sebastian Vettel, e com as chances pequenas dos brasileiros na prova de domingo, a questão da permanência ou não de Barrichello e Senna continua sendo um dos temas dominantes no paddock em Interlagos.

"Está virando normal. Eu já estou calejado. Mas não estou pensando no ano que vem", disse Barrichello após os treinos livres desta sexta-feira, ao ser questionado sobre como era novamente estar na situação de não ter certeza sobre se corre no ano que vem.

O piloto da Williams disse que estava concentrado em tentar fazer uma boa corrida em São Paulo, no autódromo que conhece bem.

Já Senna mostrou alguma resignação, afirmando que no estágio atual a decisão não depende muito dele. "Já conversamos o que tinha que conversar. A performance também conta. Tem que ver o que vai na cabeça dos dirigentes (do time)", afirmou.

"Se não se tem um contrato (para o ano que vem), é claro que a gente fica preocupado".

Senna disse que a forma como iniciou sua participação na Renault não foi a ideal. Ele substituiu em agosto o alemão Nick Heidfeld, que estava na vaga de Robert Kubica, lesionado.

"Acho que não foi mal (meu desempenho). Teria sido melhor se tivesse testado, se tivesse corrido desde o início".

O ex-piloto e ex-dono de equipe Jack Stewart, que é associado à companhia financeira Genii, controladora da equipe Lotus Renault, afirmou que a equipe está buscando os melhores pilotos que puder encontrar no mercado e que dinheiro não é, no momento, uma questão.   Continuação...