Décimo lugar na F1 vale US$28 milhões a mais para Caterham

segunda-feira, 28 de novembro de 2011 12:22 BRST
 

Por Alan Baldwin

SÃO PAULO (Reuters) - Terminar em 10o lugar no Mundial de Fórmula 1 este ano pode elevar o orçamento da equipe Caterham em 28 milhões de dólares na próxima temporada, de acordo com o chefe da equipe, Tony Fernandes.

A Team Lotus, que vai se chamar Caterham F1 no ano que vem, foi mais uma vez a melhor entre as três "novas" equipes da Fórmula 1 no Grande Prêmio do Brasil, que encerrou a temporada, e assegurou o 10o lugar pelo segundo ano seguido.

Sob as regras do acordo confidencial que rege o esporte, essa posição elevará a Caterham de status e aumentará o pagamento à escuderia quando as receitas forem divididas.

"É fundamental. Passamos de menos de 8 milhões de dólares para 36 milhões de dólares, mais ou menos", disse Fernandes à Reuters.

"É significativo. Foram dois anos de trabalho duro, que era a nossa meta, e agora temos algo sólido sobre o qual trabalhar", acrescentou o empresário do setor de aviação da Malásia, que também é dono do time de futebol inglês Queens Park Rangers.

"Você precisa terminar em 10o em dois anos seguidos para ser uma equipe Coluna 1, e foi isso que conseguimos. É por isso que estamos pulando como malucos e todos os brasileiros estão confusos, já que estamos comemorando um 10o lugar."

O maior risco para a Team Lotus era que a chuva prevista para a corrida em Interlagos causasse uma confusão que levasse a HRT ou a Virgin a marcar pontos e ultrapassá-los na tabela.

Desde que entraram na categoria, as três escuderia jamais marcaram pontos e suas posições são definidas pelas melhores colocações.

A Team Lotus conquistou três 13o lugares, enquanto a HRT teve um nessa mesma posição. A Virgin teve como melhor desempenho cinco 14o lugares.

 
Piloto da Lotus Heikki Kovalainen (dir) e seu colega de equipe Jarno Trulli posam para foto colegiva antes do Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos. Terminar em 10o lugar no Mundial de Fórmula 1 este ano pode elevar o orçamento da equipe Caterham em 28 milhões de dólares na próxima temporada, de acordo com o chefe da equipe, Tony Fernandes.
 27/11/2011 REUTERS/Ricardo Moraes