Zico comemora tempo para observar melhor os jogadores do Iraque

segunda-feira, 28 de novembro de 2011 17:01 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Depois de classificar a seleção do Iraque para a segunda fase das eliminatórias asiáticas, o técnico Zico pretende aumentar o seu campo de observação até o ano que vem, quando os iraquianos vão lutar diretamente por uma vaga na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Segundo o ex-jogador, ao assumir a seleção do Iraque, ele precisou ser rápido na montagem da equipe que estava prestes a jogar as eliminatórias e, por isso, não conseguiu chamar todos os jogadores que gostaria.

Havia muito desconhecimento dos jogadores iraquianos, admitiu Zico. Para a formação da equipe, ele trabalhou com apenas 27 jogadores, sendo 17 semi-amadores que atuam no futebol local.

"Perdemos a primeira e vencemos as outras quatro e classificamos antes do tempo. Agora vai sobrar mais tempo para ver outros jogadores, ver campeonatos, opções e aumentar o campo de observação e o leque de jogadores", disse ele à Reuters.

"Tinha que fazer praticamente as mesmas convocações. Estou voltando para comandar o time na Liga Árabe, já vou botar muitos reservas para jogar e muitos jogadores com idade olímpica", acrescentou Zico, lembrando que a segunda fase das eliminatórias asiáticas começará em junho de 2012.

O treinador afirmou que o desafio no Iraque, país que foi destruído por conflitos que culminaram com a ocupação norte-americana e a morte do ditador Saddam Hussein, é semelhante à pressão vivida por ele em grandes clubes que dirigiu, como o Fernerbache, da Turquia, o grego Olimpiakos, e outros.

Ele reconhece que a capital Bagdá ainda não se recuperou da destruição da guerra e permanece impossibilitada de receber jogos da seleção iraquiana.

"Temos consciência do que o futebol representa para os iraquianos e queremos, se a gente puder, continuar dando alegria a um povo sofrido", declarou ele.

Zico demonstrou confiança na classificação do Iraque para a Copa do Mundo no Brasil. "Trabalhamos nesse sentido e temos valores para brigar por uma vaga. Vencemos a primeira etapa", finalizou.

(Por Rodrigo Viga Gaier)