Ronaldo é escalado para apaziguar críticas a Copa de 2014

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 17:17 BRST
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-atacante Ronaldo será membro do novo conselho de administração do comitê organizador local da Copa do Mundo de 2014, numa tentativa do presidente da entidade, Ricardo Teixeira, de neutralizar as críticas à preparação do Brasil e os conflitos internos com a Fifa e o governo federal.

Ronaldo será um dos três integrantes do conselho, que será o órgão responsável por tomar as decisões principais do comitê. O próprio Teixeira, que também continuará na presidência da organização, e um terceiro integrante ainda a ser escolhido vão completar a entidade.

"Nada é melhor para esse propósito de identidade nacional do que convocar para entrar em campo um nome que encarna à perfeição essa identidade, o grande craque Ronaldo... Esse Ronaldo que o povo brasileiro idolatra é a voz perfeita para o momento de conciliação em torno da Copa de 2014", disse Teixeira no anúncio, nesta quinta-feira, em um hotel do Rio de Janeiro.

O dirigente apenas leu o anúncio e não respondeu a qualquer pergunta.

Teixeira, que comanda a CBF desde 1989 e também é membro do comitê executivo da Fifa, está sendo investigado pela Polícia Federal por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. O dirigente nega as acusações, mas as denúncias levantaram questionamentos sobre sua continuidade no principal cargo da organização do Mundial.

Além das investigações, Teixeira não possui com a presidente Dilma Rousseff o mesmo bom relacionamento que tinha com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e também tem seus laços com a Fifa estremecidos por divergências com o chefe da entidade, Joseph Blatter.

A nomeação de Ronaldo, que desde que se aposentou dos campos em fevereiro se tornou um bem-sucedido empresário do setor esportivo, pode tirar Teixeira da linha de frente da preparação para o Mundial, colocando em seu lugar um nome inquestionável no futebol tanto dentro como fora do país.

"Temos vivido tempos de muitas incertezas, notícias distorcidas, notícias falsas, orçamentos que são superados, e acho que é o momento ideal de aproximar todas as partes envolvidas nesse processo", disse Ronaldo, em entrevista coletiva, após ter se reunido com Teixeira para fechar o acordo. "Estarei à disposição de todos para esclarecer a aproximar as pessoas."   Continuação...

 
Ronaldo sorri após ser oficialmente apresentado como membro do comitê organizador da Copa do Mundo de 2014. 01/12/2011 REUTERS/Sergio Moraes