Londres pode estourar orçamento da Olimpíada, diz auditoria

terça-feira, 6 de dezembro de 2011 12:10 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Londres corre o risco de estourar seu orçamento de 9,3 bilhões de libras (cerca de 26 bilhões de reais) para os Jogos Olímpicos de 2012 a menos que sejam tomadas medidas firmes para cortar custos, disse o órgão regulador de gastos da Grã-Bretanha nesta terça-feira.

O escritório nacional de auditoria (NAO, na sigla em inglês) também disse estar preocupado que os custos de segurança já tenham dobrado para 553 milhões de libras, enquanto prosseguem as dúvidas sobre os planos de transporte da cidade.

O NAO disse que 354 milhões de libras foram deixadas no depósito de contingência olímpica, mas que riscos residuais significam que esse valor pode ser reduzido a 36 milhões.

"Em nosso ponto de vista, o Pacote de Fundos de 9,298 bilhões de libras está atualmente tão apertado que há um risco real de que se precise de mais dinheiro, a menos que haja ação rigorosa de controle de custos de forma a representar mais valor para o dinheiro", disse o órgão em comunicado.

O governo britânico afirma que os preparativos dos Jogos Olímpicos estão dentro do cronograma e cumprindo seu orçamento, com mais de 500 milhões de libras à disposição em um fundo de contingência.

No entanto, os números devem causar alguma preocupação já que eles incluem um pacote de gastos em serviços públicos que devem ser cortados diante do déficit orçamentário britânico.

Cerca de 92 por cento das obras olímpicas já foram concluídas, e o principal risco de gastos adicionais agora diz respeito ao planejamento nacional de segurança, disse o NAO em relatório.

O governo anunciou na segunda-feira que 13.700 guardas adicionais, incluindo um número não especificado de soldados e voluntários, serão necessários além dos 10.000 homens já previstos para a segurança das instalações olímpicas, resultando num custo extra de 271 milhões de libras.

(Reportagem de Avril Ormsby)