Barça atropela Al Sadd e vai fazer final com o Santos

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 14:22 BRST
 

Por Alastair Himmer

YOKOHAMA, Japão (Reuters) - O campeão europeu Barcelona goleou nesta quinta-feira o Al Sadd, do Catar, por 4 x 0, e fará um aguardado confronto contra o Santos na final do Mundial de Clubes da Fifa, no domingo.

O lateral-esquerdo brasileiro Adriano marcou duas vezes, num jogo completamente dominado pelos gigantes espanhóis contra um adversário que não esboçou qualquer reação.

O Barcelona, que busca seu segundo título mundial da Fifa nos últimos três anos, tentará contra o Santos se vingar da derrota sofrida para o futebol brasileiro contra o Internacional na final de 2006, também no Japão.

A semifinal disputada diante de 66 mil torcedores em Yokohama teve um lado negativo para os espanhóis por causa da lesão sofrida pelo atacante David Villa, levado às pressas para um hospital após ter fraturado a perna ao cair de forma estranha ainda no primeiro tempo.

Contra um rival sem qualquer possibilidade, o Barça abriu o placar aos 25 minutos, com Adriano aproveitando um cruzamento de Pedro, que passou pelo zagueiro Nadir Belhadj e pelo goleiro Mohamed Saqr.

Adriano marcou seu segundo dois minutos antes do intervalo, com um chute forte de perna esquerda de dentro da área após passe de Thiago Alcântara, jogador da seleção espanhola que é filho de Mazinho, campeão do mundo pelo Brasil em 1994.

Lionel Messi deu passe fantástico para Seydou Keita ampliar outra vez, aos 19 minutos da etapa final, num toque com calma, enquanto outro brasileiro, Maxwell, fechou o marcador a 9 minutos do final após entrar como substituto.

Antes da partida, Messi e vários jogadores do Barcelona foram barrados por seguranças japoneses ao desembarcarem do ônibus do clube sem suas credenciais à mostra.

 
Adriano (centro), do Barcelona, comemora com seus colegas de equipe após marcar gol contra o Catar, em Yokohoma. O campeão europeu goleou nesta quinta-feira o Al Sadd, do Catar, por 4 x 0, e fará um aguardado confronto contra o Santos na final do Mundial de Clubes da Fifa, no domingo.
15/12/2011 REUTERS/Kim Kyung-Hoon