Conjunção de fatores causou morte de Wheldon, diz relatório

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 18:08 BRST
 

(Reuters) - Uma "tempestade perfeita" envolvendo diversos fatores causou a morte do piloto Dan Wheldon, em outubro, num autódromo de Las Vegas, disseram dirigentes da categoria IndyCar na quinta-feira.

O monoposto de Wheldon decolou numa colisão que envolveu 15 carros, na última prova da temporada da IndyCar, e atingiu um mourão do alambrado, causando lesões fatais na cabeça do piloto britânico, que havia vencido duas vezes as 500 Milhas de Indianápolis.

"Embora vários fatores tenham coincidido para produzir uma tempestade perfeita, nenhum deles pode ser apontado como a causa única do acidente", disse o executivo-chefe da IndyCar, Randy Bernard, em teleconferência para anunciar os resultados de dois meses de investigações.

Depois do acidente, que deixou também vários feridos, alguns pilotos citaram diversos fatores que poderiam ter causado o acidente, como a decisão de permitir que o excepcional número de 34 pilotos - incluindo alguns semiaposentados - largassem no circuito, um oval muito inclinado e de alta velocidade.

(Reportagem de Steve Keating em Toronto)