Argentina pode voltar ao calendário da F1

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 17:39 BRST
 

(Reuters) - - A Argentina, que recebeu uma corrida de Fórmula 1 pela última vez em 1998, pode voltar ao calendário da categoria a partir de 2014, quando um novo circuito perto de Buenos Aires estiver pronto.

Nesta sexta-feira um evento marcou o lançamento das obras do autódromo Velociudad Speedcity, em Zarate, e a empresa responsável pelo projeto garante que a Argentina terá condições de voltar à Fórmula 1.

O projeto de 100 milhões de dólares será executado em duas fases e vai incluir o primeiro centro de treinamento de pilotos da América do Sul. A primeira fase, uma pista de 3,1 quilômetros, um circuito off-road 4x4 e as garagens das equipes, ficará pronta em 14 meses.

A etapa seguinte vai ampliar a pista para 4,7 quilômetros, tornando-a elegível para competições da Federação Internacional de Automobilismo.

"Estamos realmente orgulhosos de contribuir com o nosso projeto para criar um novo destino para a Fórmula 1, que sempre representa um catalisador econômico para a região e produz uma exposição global", disse John Rhodes, sócio-diretor da Populous, responsável pelo projeto do circuito.

O circuito de Interlagos, em São Paulo, é o único da América do Sul no calendário atual da Fórmula 1.

Michael Schumacher venceu a última corrida de F1 realizada na Argentina, no autódromo Oscar Alfredo Galvez.

A Populous é a mesma empresa responsável pelo projeto de reforma do circuito de Silverstone, na Inglaterra, e está envolvida também na construção de uma nova pista de F1 em Mumbai.

Eles também desenharam o estádio Olímpicos dos Jogos de Londres no ano que vem e o Soccer City, palco da final da Copa do Mundo do ano passado na África do Sul.

(Reportagem de Martyn Herman em Londres)