Presidente do Sevilla é condenado à prisão por fraude

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:59 BRST
 

MADRI, 19 Dez (Reuters) - O presidente do Sevilla, José Maria del Nido, foi condenado a sete anos e meio de prisão por sua participação num caso de corrupção com a administração municipal da cidade de Marbella, informou um tribunal regional de Málaga nesta segunda-feira.

Del Nido, que trabalhou como consultor jurídico de Marbella, foi uma das 16 pessoas envolvidas no esquema de desvios de recursos da prefeitura do município no balneário da Costa del Sol.

O caso, que não tem qualquer ligação com o clube de futebol Sevilla, pode ser alvo de recurso.

Del Nido, de 54 anos, foi indicado ao cargo de consultor jurídico pelo ex-presidente do Atlético de Madri e ex-prefeito de Marbella, Jesús Gil.

"Del Nido era cúmplice responsável criminalmente pelos crimes de atividades fraudulentas contínuas de ofertas, práticas corruptivas e desvio de dinheiro público", informou o tribunal em sua condenação.

O presidente do Sevilla também foi condenado a pagar cerca de 2,7 milhões de euros em indenização aos cofres de Marbella.

Del Nido é presidente do Sevilla desde 2002 e esteve à frente do clube durante o período de maior sucesso da equipe nos últimos anos.

O clube foi bicampeão da Copa da Uefa em 2006 e 2007 e da Copa do Rei em 2007 e 2010, e sempre esteve disputando vaga nas competições europeias em todas essas temporadas.

(Reportagem de Mark Elkington)