Man City reitera que não vai emprestar Tevez ao Milan

terça-feira, 20 de dezembro de 2011 11:50 BRST
 

Por Drazen Jorgic

LONDRES (Reuters) - As negociações entre Manchester City e Milan por Carlos Tevez parecem a caminho de um impasse, após o técnico Roberto Mancini ter reafirmado nesta terça-feira que o clube inglês não aceita emprestar o jogador argentino.

Dirigentes do City têm um encontro previsto com o executivo-chefe do Milan, Adriano Galliani, na quinta-feira, de acordo com uma fonte do clube de Manchester, mas as duas partes não parecem dispostas a mudar suas propostas.

O Milan propôs contratar Tevez por empréstimo, com uma opção de compra no futuro, enquanto o City só aceita negociar Tevez, que está afastado da equipe, em definitivo.

"Não vamos comprá-lo por completo, estamos propondo um empréstimo de graça com a opção de comprá-lo em junho", disse Galliani à imprensa italiana na segunda-feira.

Mas Mancini afirmou nesta terça-feira que essa proposta é inaceitável e indicou que o Manchester City vai permanecer firme nessa posição.

"Queremos que Carlos volte e jogue futebol, e a melhor solução para nós é vendê-lo. Não podemos deixá-lo sair num empréstimo", disse ele a repórteres.

"O Manchester City pagou bastante dinheiro a Carlos por três anos. O correto é que se um clube, seja o Milan, Juventus, PSG, Inter, quiser comprá-lo, que eles paguem esse valor por Carlos. Isso é o certo."

O encontro entre os clubes estava previsto para acontecer em Manchester, após Galliani ter dito à mídia italiana na segunda-feira que viajaria para negociar a transferência, depois que o PSG entrou na disputa por Tevez.

As especulações sobre o futuro do ex-atacante do Corinthians são grandes desde que ele se desentendeu publicamente com Mancini.

O City multou Tevez em quatro semanas de salários - valor que depois foi cortado pela metade - após ele ter-se recusado a sair do banco para entrar no segundo tempo de um jogo da Liga dos Campeões, em setembro, contra o Bayern de Munique.