Tribunal suíço manda Fifa divulgar documentos de caso ISL

terça-feira, 27 de dezembro de 2011 17:35 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - A Fifa recebeu ordens da Suprema Corte da região suíça de Canton of Zug para divulgar os documentos relacionados à falência de sua antiga parceira de marketing ISL.

A entidade que comanda o futebol mundial informou neste mês que foi forçada a atrasar a publicação dos documentos, que têm potencial incriminatório, após objeções de partes envolvidas.

Mas o presidente da Fifa, Joseph Blatter, também disse que segue determinado a publicar os documentos, como parte de seus planos de limpar a organização, recentemente alvo de denúncias de corrupção.

A Fifa informou em comunicado nesta terça-feira que não recorrerá da decisão do tribunal "pois ela corresponde à posição da Fifa e de seu presidente, Joseph S. Blatter, de abrir os documentos do caso ISL/ISMM".

A decisão do tribunal foi informada pela revista suíça Beobachter em seu site na Internet (www.beobachter.ch).

Um porta-voz da corte confirmou que uma decisão foi tomada, mas se recusou a dar mais detalhes.

Blatter anunciou em outubro que quer reabrir o caso sobre a falência da ISL, que quebrou em 2001.

Promotores suíços investigaram a falência da empresa, mas o caso foi encerrado após eles afirmarem que duas autoridades da Fifa -cujos nomes não revelaram- devolveram 5,5 milhões de fracos suíços (6,1 milhões de dólares).