Uefa não descarta punir manipulação de resultados na Turquia

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011 13:37 BRST
 

Por David French

DUBAI (Reuters) - A Uefa não descarta a possibilidade de excluir de competições europeias os clubes pegos no escândalo de arranjo de resultados na Turquia, disse o secretário-geral da entidade, Gianni Infantino, na quarta-feira.

"Não há planos a esse respeito, mas existem regras que estamos aplicando da mesma forma para todos os clubes", disse Infantino à Reuters, durante uma conferência sobre futebol em Dubai.

"Parecem ser somente partidas domésticas, que estão sob jurisdição da associação nacional para que tome as medidas necessárias. Estamos discutindo com a associação turca de futebol e, se necessário, não hesitaremos em tomar as medidas necessárias", disse.

O Fenerbahce foi impedido pela federação turca de participar da Liga dos Campeões desta temporada após acusações de manipular resultados.

Indiciamentos foram feitos neste mês por um tribunal turco contra 93 autoridades e jogadores, incluindo o presidente do conselho do Fenerbahce.

O processo se complicou pela aprovação, neste mês, de uma lei na Turquia que reduz a pena máxima para a manipulação de resultados de 12 anos para 3 anos de prisão.

"Do lado criminal, apelamos a todos os governos para que ajam firmemente, porque estamos lidando com organizações criminosas, e isso é muito grave", disse Infantino.

"Por outro lado, apelamos às federações para que adotem uma política de tolerância zero e tomem as medidas necessárias contra aqueles envolvidos em manipulação de resultados."