Beckham recusa oferta do PSG por razões familiares

terça-feira, 3 de janeiro de 2012 13:45 BRST
 

Por Matt Smith

DOHA (Reuters) - David Beckham descartou a possibilidade de transferir-se para o Paris St Germain por razões familiares, disse o presidente do clube francês, Nasser al-Khelaifi, à Reuters no Catar, nesta terça-feira.

"Não chegamos a um acordo. Ele é um grande jogador, eu o encontrei e infelizmente não conseguimos fechar um acordo", disse al-Khelaifi após uma entrevista coletiva em Doha.

"Não estivemos longe (de fechar um acordo), mas há questões familiares e acho que essa foi a razão. Era muito difícil mudar com a família toda."

O ex-capitão da seleção inglesa tinha seu nome ligado ao Paris St Germain, que foi comprado por um fundo de investimentos do Catar, após o fim de seu contrato com o Los Angeles Galaxy, em 31 de dezembro.

No entanto, como está morando com a mulher, Victoria, e os quatro filhos do casal na Califórnia, a transferência não foi adiante.

"Está encerrado. É uma pena. Mas a situação de sua família em Los Angeles, o desejo de não mudar tudo na vida deles, pesou bastante", disse o diretor esportivo do PSG, o ex-jogador brasileiro Leonardo.

Os novos donos do PSG já investiram mais de 85 milhões de euros (110,34 milhões de dólares) em novos jogadores - a maior parte gasto para tirar o meia da seleção argentina Javier Pastore do Palermo.

A equipe nomeou na semana passado o técnico italiano Carlo Ancelotti como seu novo treinador, substituindo Antoine Kombouare, apesar de a equipe estar na primeira posição do Campeonato Francês.

(Reportagem adicional de Pascal Lietout em Paris)

 
David Beckham (foto de arquivo) descartou a possibilidade de transferir-se para o Paris St Germain por razões familiares. 06/12/2011. REUTERS/Brandon Malone