9 de Janeiro de 2012 / às 13:07 / 6 anos atrás

A 200 dias da Olimpíada, Londres avalia legado dos Jogos

Por Alan Baldwin

LONDRES, 9 Jan (Reuters) - A contagem regressiva para a Olimpíada de Londres entra nesta segunda-feira nos seus 200 dias finais, num momento em que os organizadores e o governo tentam destacar o legado que a competição deixará para a Grã-Bretanha.

Nesta segunda-feira serão anunciados os futuros proprietários de mais três instalações olímpicas, e o primeiro-ministro David Cameron realizará sua primeira reunião ministerial do ano no Parque Olímpico de Stratford, na zona leste de Londres, em vez de fazê-la na Downing Street, como é praxe.

“Quero que a mensagem corra alta e clara, do turismo às empresas, dos esportes aos investimentos, estamos determinados a maximizar os benefícios de 2012 para todo o país”, disse Cameron em nota.

“Hoje, ao marcarmos os 200 dias que faltam para o início, e tendo seis das oito instalações olímpicas já assegurado seu futuro, estamos nos trilhos para oferecermos um legado duradouro para toda a Grã-Bretanha”, disse Cameron.

O legado esportivo e a regeneração econômica de uma deteriorada região da zona leste londrina, sem que as instalações se tornem um ralo para o dinheiro público depois dos Jogos, foram cruciais para o sucesso da candidatura olímpica da cidade em 2005, mas críticos questionam até que ponto o governo conseguirá recuperar o dinheiro investido.

Depois da Olimpíada, que vai de 27 de julho a 12 de agosto, a construtora Balfour Beatty irá assumir durante dez anos a administração do Parque Olímpico, num contrato de 50 milhões de libras (77 milhões de dólares).

O Centro Aquático e a Arena do Handebol (que na verdade é multiuso, e foi o local da reunião ministerial) ficarão nas mãos da empresa Greenwich Leisure Limited.

O governo espera que o AccelorMittal Orbit, estrutura criada pelo artista Anish Kapoor, com 115 metros de altura (maior que a Estátua da Liberdade, em Nova York), atraia até 1 milhão de visitantes por ano para o Parque Olímpico.

Já o Centro Aquático pode atender até 800 mil usuários por ano como centro comunitário, além de continuar recebendo grandes eventos esportivos. A arena multiuso se tornará o terceiro maior ginásio da cidade, recebendo até meio milhão de visitantes por ano para concertos, exposições e eventos esportivos.

As duas instalações cujo destino ainda não foi confirmado são o estádio principal, que custou 486 milhões de libras (748,8 milhões de dólares), e o centro internacional de mídia.

“Encontrar operadores para assumir essas instalações de primeira linha com tanta antecedência em relação aos Jogos, e assegurar seu compromisso para difundir empregos e oportunidades para as comunidades locais é a cereja no bolo de 2012”, disse o prefeito de Londres, Boris Johnson. “Podemos agora começar a corrida para um fantástico ano de celebração, com enorme orgulho e otimismo de que Londres poderá realizar grandes Jogos, deixando duradouros benefícios sustentáveis durante muito tempo depois que os atletas tiverem ido embora.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below