Lotus é pivô da primeira polêmica de 2012 na F1

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 16:58 BRST
 

LONDRES, 11 Jan (Reuters) - Surgiu nesta quarta-feira a primeira polêmica técnica da pré-temporada de 2012 da Fórmula 1, com suspeitas de que a Lotus teria desenvolvido um inovador sistema de frenagem que ajusta a altura do carro, e que outras equipes podem em breve copiar.

Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari, disse que sua escuderia aguarda esclarecimentos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) sobre a legalidade do dispositivo.

"Mas certamente estamos vendo se esse tipo de dispositivo contribui com o desempenho. Mas precisamos esperar para ver qual será a reação da FIA a respeito", afirmou ele ao site autosport.com, durante o evento anual da equipe na estação de esqui de Madonna di Campiglio.

Uma reportagem na terça-feira no jornal Gazzetta dello Sport afirmou que a Lotus estava usando um mecanismo acionado pelo piloto, por meio de um pedal, para ajustar a altura do carro em relação ao chão.

A equipe de capital malasiano, antiga Renault, também teria experimentado o sistema em um teste com pilotos novatos no ano passado em Abu Dhabi.

A FIA proíbe qualquer mecanismo que permita ao piloto alterar as características aerodinâmicas do carro, mas o site da revista a Autosport disse que o sistema reage ao torque de frenagem, sendo parte da suspensão, e portanto cumpre o regulamento.

A Lotus, que tem Kimi Raikkonen, campeão de 2007, e Romain Grosjean como pilotos, disse não ter nada a acrescentar às reportagens.

Muitas equipes apresentarão seus novos carros em 7 de fevereiro no circuito espanhol de Jerez.

(Reportagem de Alan Baldwin)