Nadal quer dissipar dúvidas sobre sua motivação na Austrália

domingo, 15 de janeiro de 2012 15:15 BRST
 

Por Ian Ransom

MELBOURNE, 15 Jan (Reuters) - O tenista espanhol Rafael Nadal respondeu aos céticos que questionaram sua motivação para o Aberto de Austrália ao declarar no domingo que havia recuperado a paixão perdida e que estava pronto para enfrentar seu algoz de 2011: Novak Djokovic.

Nadal ganhou seu sexto título em Roland Garros no ano passado, mas teve uma temporada decepcionante para seus altos padrões, perdendo o posto de número um do mundo e seis finais consecutivas para o sérvio.

Ele agora é o número dois do mundo, que foi eliminado prematuramente no ATP World Tour que encerrou 2011, e admitiu que havia perdido a paixão enquanto lutava com uma lesão no ombro no final do ano, mas afirmou que houve exagero da mídia.

"Não é nada louco", afirmou. "Acontece quando se está um pouco mais cansado que o normal. Acontece não fazer o trabalho com a mesma paixão porque se está cansado. É parte do trabalho."

Nadal enfrenta na segunda-feira o norte-americano Alex Kuznetsov, e diz ter chegado a Austrália com "uma grande motivação, com grande paixão."

"Estou contente. Estou treinando bem. Estou desfrutando de tudo. Estarei preparado para amanhã", assegurou.

O tenista de Mallorca poucas vezes faz declarações otimistas sobre sua forma antes de eventos de Grand Slam, mas desta vez pareceu obrigado a fazê-lo após uma surpreendente derrota na semifinal do Aberto do Qatar para o francês Gael Monfils.

Alguns especialistas dizem que o tenista de 25 anos foi superado por Djokovic, que tem destroçado seu jogo ao atacar seu serviço e seus pontos fracos.   Continuação...