Carrasco dos franceses, Murray vai às oitavas na Austrália

sábado, 21 de janeiro de 2012 16:36 BRST
 

Por Peter Rutherford

MELBOURNE, Austrália (Reuters) - Os torcedores só tiveram um vislumbre de Novak Djokovic neste sábado, quando o sérvio chegou à quarta rodada do Aberto da Austrália, enquando Andy Murray se confirmou como carrasco dos tenistas franceses.

Número um do mundo, Djokovic garantiu sua vaga nas oitavas de final derrotando o francês Nicolas Mahut, cuja maratona de 11 horas e cinco minutos contra John Isner em Wimbledon em 2010 foi a mais longa da história do tênis.

Mas o sérvio precisou de nove horas e 51 minutos a menos para bater Mahut, limitado pelas faixas em seu joelho.

"Obviamente lamento por meu adversário, que evidentemente não conseguia se movimentar na quadra", disse Djokovic após o massacre de 6-0, 6-1 e 6-1. "Acho que a maioria das pessoas imaginava que ele fosse desistir e sair da quadra. Dou-lhe crédito por isso."

Jo-Wilfried Tsonga cravou a primeira bandeira francesa na quarta rodada passando fácil pelo português Frederico Gil em parciais de 6-2, 6-2 e 6-2. Mas se Richard Gasquet se juntou a ele após uma vitória impressionante de 6-3, 6-3 e 6-1 sobre Janko Tipsarevic, três de seus compatriotras ficaram pelo caminho.

Gael Monfils lutou bravamente perdendo de dois sets mas sucumbiu no quinto para o cazaque Mikhail Kukushkin, Julien Benneteau fracassou com o japonês Kei Nishikori e Michael Llodra caiu diante de Murrayo, o carrasco dos franceses.

O escocês foi vice-campeão em Melbourne nos dois últimos anos, mas seu jogo mostra uma qualidade diferente este ano. Com confiança nas veias e o apoio do estoico treinador e lenda do tênis Ivan Lendl nas arquibancadas, o primeira título de grand slam de Murray no ano pode não estar longe.

BOM SINAL   Continuação...