Agência antidoping alemã diz que 30 atletas são suspeitos

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 16:29 BRST
 

BERLIM, 30 Jan (Reuters) - Trinta atletas estão sob investigação por um suspeito caso de doping envolvendo um médico na cidade alemã de Erfurt, informou a agência antidoping da Alemanha (NADA) nesta segunda-feira.

A agência informou que está investigando cada um dos 30 casos em que o médico, ex-integrante da equipe olímpica em Erfurt, é suspeito de ter usado sistema de infusão de sangue após expor o sangue a raios ultravioleta.

O procedimento é considerado como uma forma de aumentar a concentração de oxigênio no sangue.

O médico, identificado pela promotoria de Erfurt como Andreas Franle, já foi suspenso de qualquer atividade esportiva. Ele nega qualquer irregularidade, alegando que usou tal procedimento apenas para combater infecções.

"Obviamente estamos olhando para cada caso para ver se métodos proibidos foram usados, não importa se em atletas olímpicos ou em jovens atletas", disse o diretor da NADA Andrea Gotzmann em comunicado. Entre os atletas estão ciclista e patinadores.

As regras da Agência Mundial Antidoping (Wada) afirmam que é proibido realizar transfusão de sangue de qualquer espécie, a menos que haja razões médicas para elas, sob aprovação especial.

(Reportagem de Karolos Grohmann)