John Terry será julgado em julho por ofensa racial

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 11:02 BRST
 

Por Drazen Jorgic

LONDRES, 1o Fev (Reuters) - O capitão do Chelsea e da seleção inglesa, John Terry, será julgado em julho após alegar inocência, nesta quarta-feira, da acusação de insultos racistas feitos contra Anton Ferdinand durante uma partida do Campeonato Inglês, em outubro.

O julgamento, que pode durar até cinco dias, vai ocorrer após a Euro 2012, quando espera-se que Terry será titular da defesa da Inglaterra ao lado do irmão de Anton Ferdinand, Rio.

Terry não compareceu à audiência desta quarta-feira na Corte do Magistrado de Westminster, no centro de Londres.

"Agora que a corte marcou a data do julgamento, o sr. Terry está ansioso pela oportunidade de limpar seu nome", afirmou a empresa de advocacia Grosvenor Law LLP, que representa o jogador, em um comunicado.

"O sr. Terry ficou chocado e enojado pela acusação na época. Ele nega ter feito qualquer afirmação racista e irá dizer no tribunal que não é culpado por nenhuma ofensa. O sr. Terry nunca insultou racialmente outro jogador em toda a sua carreira."

Em dezembro, a Justiça britânica ordenou que Terry fosse processado por "uma ofensa racial pública" por causa de supostos comentários feitos para Anton Ferdinand, durante uma discussão na partida em que o Chelsea perdeu para o Queens Park Rangers.

Terry pode ser multado em 2.500 libras (3.900 dólares) se for condenado, apenas uma fração de seu salário semanal. Entretanto, uma condenação poderia ter impacto em seus lucrativos contratos de patrocínio e em seu relacionamento com os colegas do Chelsea e da seleção.