Londrinos querem lucrar com aluguel durante Olimpíada

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 10:45 BRST
 

Por Avril Ormsby

LONDRES, 7 Fev (Reuters) - Harriet Howse é uma entre muitos londrinos que esperam ganhar dinheiro com seus imóveis durante a Olimpíada deste ano, aproveitando para deixar a cidade e evitar os transtornos decorrentes da superlotação.

Pesquisa feita por um site imobiliário mostrou que um terço dos londrinos cogita fazer as malas e ir para a casa de amigos e parentes ou mesmo para o exterior, enquanto 11 milhões de torcedores, jornalistas e clientes corporativos visitarão a capital britânica para a maior festa do esporte mundial.

Aliás, não é preciso odiar esportes para ter essa ideia.

Howse, moradora de uma casa com terraço e quatro dormitórios na zona nordeste da cidade, é fã de tênis e pratica atividade física, mas planeja passar a temporada olímpica na casa de parentes. Uma pessoa com quem ela divide o imóvel vai para o Japão.

"O custo dos ingressos era tão elevado que não podíamos nos dar ao luxo de pleitear nenhum deles... e acho que a confusão e o caos provocados pela Olimpíada serão uma boa razão para sair de Londres", disse Howse, 26 anos, funcionária de uma universidade. "Sou pró-Olimpíada, mas acho que a multidão vai ser louca."

A casa onde ela vive, com um estilo minimalista quebrado por sofás laranjas e grandes pinturas, pode valer até 2.000 libras (3.200 dólares) por semana, o quádruplo do que seria o normal.

Outros proprietários de imóveis cogitam pedir até seis vezes o que seria o valor normal do aluguel.

A pesquisa feita no ano passado pelo site FindaProperty.com estimou que o mercado do aluguel em época olímpica pode movimentar 314 milhões de libras, caso se confirme o interesse de um terço dos proprietários em disponibilizar seus imóveis.   Continuação...