Restrição financeira e benevolência preocupam agência antidoping

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 17:55 BRST
 

Por Brian Homewood

LAUSANNE, 7 Fev (Reuters) - Restrições financeiras e um enfadamento generealizado com o tema podem prejudicar a luta contra o doping, alertou a Agência Mundial Antidoping (Wada) nesta terça-feira.

O presidente da Wada, John Fahey, disse que a organização deve começar a procurar novas fontes de financiamento dentro da própria indústria esportiva, em vez de depender apenas do Comitê Olímpico Internacional e dos governos de alguns países.

"A Wada não está protegida das dificuldades econômicas dos tempos recentes e precisou aceitar e se ajustar com o aumento de

porcentagem risível aprovado por nossas bases", disse ele a repórteres.

"Talvez esteja na hora de a Wada buscar outros contribuidores. A indústria esportiva global não está sem dinheiro, talvez ela deva agora assumir uma responsabilidade maior de se proteger contra as drogas e considerar uma contribuição maior na luta contra elas."

O COI atualmente é responsável por 50 por cento do orçamento da Wada, e o restante é dividido pelos governos de vários países.

"Tenho dito que a minha maior preocupação é que a gente tenha se tornado benevolente", disse Gahey, acrescentando que o problema do doping tem sido ofuscado pelo número crescente de casos de manipulação de resultados nos esportes.

"Devemos garantir que as entidades esportivas e os governos não tirem seus olhos do doping no esporte, simplesmente porque existe outra ameaça que parece estar ganhando espaço."   Continuação...